Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

A tempestade já virou ventania

                           

Já se avista um Brasil diferente,buscando reparar os maiores erros que nossos políticos faziam há décadas, sem que fossem sequer importunados pela justiça. Que bom! Isso nos anima a crer que logo mais estaremos vivendo em um país muito mais justo ou, pelo menos, menos injusto.
Dá nojo assistirmos aos noticiários diários nas principais midias.Violência e roubo enchem seus  maiores espaços. Quanto mais se prendem autoridades, mais ainda, nos parece, ficam à espera da vez. As delações são tão corriqueiras, que não mais nos surpreendem. É fato comum. Cada vez mais ficamos sabendo dos crimes horrendos que eram cometidos por nossos políticos, e que ainda continuam sendo, agora, alvez, com menor monta.
Nada está como deverá permanecer. O desemprego é assombroso, mas a sensação de que o país já conhece que rumo deve tomar para reencontrar  o desenvolvimento. A impopularidade do Presidente Temer pode ser um fator favorecedor para que ele tome medidas impopulares. Acedito que ele já esteja dando mostras disso, o suficiente para que os brasileiros fiquem esperaçosos em ver um Brasil menos injusto em pouco tempo.
Calaram-se os que até há pouco defendiam a Presidente Dilma e o PT. Morreu o alvoroço que víamos nas ruas. Parece que se convenceram de que do jeito que a coisa estava, jamas poderia continuar. O silêncio servirá à culpa. Realmente o vento assombrador ganhou  o mar do recolhimento e o silêncio dos mortos. Que bom!
Ouvi comerciantes de São Paulo falando que já avistam um Natal com vendas a melhor. Melhor até que o do ano passado. Tomara que estejam certos. Seria a coroação de que entraremos 2017 com sapatos novos e, no olhar, com a emoção de que teremos menos desempregados a partir de janeiro próximo.
As falas que nos chegam de Brasília, pronunciadas pelas maiores autoridades do país, são de recuperação da Economia, retomada do crescimento, austeriade com as contas públicas. Muito embora, as que nos chegam do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul, sao terivelmente desapontadoras. Um céu fumarento cobre aqueles Estados e há de fazer-se muito por eles, em pouco tempo. Não há mais o que punir. O RS declarou Estado de Calamidade Financeira. Isso fica bem depois do fundo do poço. É o pós caos. O lugar onde as curvas se fecham e o nó não pode ser mais apertado.
Penso e acredito que mudanças profundas na política brasileira nos chegarão em pouco tempo. Estou confiante. Com o combate maciço aos corruptos que delapidavam o Erário, sobrará mais dinheiro para investir nas principais áreas, tais como Saúde, Segurança, etc.
Amadurecereia cença em tudo isso e esperari que já no Natal estejamos emmar menos revolto. Os saqueadores pensarão duas vezs antes de investirem contrao Erário. Tomara que aJustiça não se dilua e permita quea Lava-Jato continue fazendo seu rabalho maravilhoso. Graças a essa operação corJajosa, o Brasil está se tornando  em um lugar menos inseguro para se viver, ter-se esperança em mudanças fortes e interessantes para a sociedade brasileira.
Veremos, sim, uma República bastante diferente, uma Justiça mais atuante e imparcial, o desemprego descelerado e pondo nas casas dos trabalhadores brasileiros, mais alimento e progresso.
A luta ainda irá a muitos oitões. O Brasil será passado a limpo. Vivemos tempos novos, uma Ordem Social que não víamos há décadas. A Democracia está se fortalecendo. É necessário que a sociedade continue com sua vigilância.Vamos crer para ver. Os piores tempos já passaram. O PT já não mais nos governa!!!
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 28/11/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras