Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Quem ainda resta?
                                                                                                                                                      


Tenho a estranha sensação que nosso país precisa, urgentemente, de novas eleições. Não acho mais em quem acreditar. Confiar a sua condução. A Lava Jato desbaratou quase o Congresso Nacional inteiro. Vejo os noticiários e me sinto um cidadão traído pelos Parlamentares sujos que escolhi com meu voto impo, e os grandes empresários que até há pouco nos orgulhavam. O que terá levado todo esse povo a escolher caminhos tão nefastos para percorrer? O que Faltou? Onde erramos tanto?
Os noticiários estão repletos de más notícias. Parece que os três poderes tentam se safar um do outro, que o Congresso está se armando contra o STF, fazendo leis que protejam seus parlamentares. Ou será que estou equivocado? Em quem devo acreditar? Por que o ex Presidente Lula ainda não foi condenado, ao lado de seus filhos, pela Operação Lava Jato? O que nos é mostrado nos maiores noticiários do país é o envolvimento da família Lula da Silva nos escândalos ainda maiores? Será que tudo o que dizem é mentira? Não acredito que seja! Espero que com a morte de Dona Marisa não se crie uma espécie de comoção e procurem postergar decisões que a sociedade espera há anos.
Não me afasto de defender a ideia de eleições diretas para todos os Congressistas, imediatamente. Essas prisões que temos visto realizarem, me parecem ser leves demais. Quando menos esperamos, os condenados já estão nas ruas. Confundo delação premiada com livramento de real condenação. Como estar complicado entender as ações desses Poderes. Gatos conversam com ratazanas e há um entendimento natural, como se a própria natureza em si desses elementos envolvidos com esses crimes nos últimos anos, fossem criados um para facilitar a vida do outro.
No Brasil Colônia se roubava menos, mesmo levando em consideração a devida proporcionalidade do Erário. Encarnaram Dom João Sexto novamente? Reinventaram a história política do nosso país? Pelo amor de Deus, dê-se um basta em tanta coisa errada. O Brasil precisa passar de lata de lixo para um país em desenvolvimento. Esperei nada mais temer com o Temer, o que parece ser o contrário. Sentimos os ventos fofoqueiros ou não, nos avisarem que o Presidente pode estar envolvido nessa maracutaia toda. E aí, se isso for verdade? Quem governará o Brasil em um possível impeachment? Parece-me uma ficção. Isso mesmo, ficção.
Esperei, orei, pedi, aguardei muito. O Brasil vinha mudando em pequenos pedaços de ações democráticas. Depois se assistiu a um bom unhado de prisões. O país parecia ter ganhado uma face nova e que continuaria caminhando nessa direção incomum ao passado. Mescla-se um quadro diferente. Sinto que as autoridades da Operação Lava Jato têm receio em pôr as mãos em Lula e Dilma, como se com essa ação pudesse haver no país uma revolta dos filiados ao PT e em decorrência, uma corrida às desordens. As ruas se encheriam de vândalos. A maioria dos brasileiros apoiaria com veemência essa tomada de decisão. Repito, passa da hora. O temeroso é essa espera crucial e a maioria dos congressistas se armando com leis imorais para tentarem livrar suas próprias costas.
Sinto uma tristeza profunda cada vez que se descobrem mais escândalos em nossa sociedade. Ao ler os índices miseráveis dos nossos indicadores sociais e compararmos com os de outros países, já não falo os ricos, mas os emergentes. Vem uma vontade enorme de mudar de país, e ao mesmo tempo um civismo puro nos envolve pede para que fiquemos e tomemos mais a serio o que algumas autoridades corajosas estão fazendo. E a resistência e a resiliência se ajuntam e, parece, outro Brasil aparece quase em sonho à nossa frente nos diz que o lugar melhor é FICAR e AGIR. Por isso estou aqui fazendo esta crônica para publicá-la e tentar fazer com que mais brasileiros olhem com um olhar todo especial para este momento que vivemos.
Tenhamos a coragem cívica de enfrentar essa luta. O Juiz Sergio Moro deve ser preservado a todo o custo. Muitos parlamentares apresentam um discurso enganador publicamente, e, por traz, articula e engendram leis para enfraquecer a Operação Lava Jato. Não permitamos que isso aconteça de verdade. Passar o Brasil a limpo é uma obrigação de cada um de nós. Merecemos pagar menos tributos e, mesmo assim, vivermos em um pais com mais decência social, mais desenvolvimento, mais emprego.
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 18/02/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras