Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Alguns solilóquios...


Ouço Noturno
em noturno pranto de amor e de saudade,
alegrias dos que sofrem
por amar diferente dos demais.
Ouço Noturno
e é já quase madrugada,
procuro a paz que ainda dorme a meu lado
como criança desavisada de sua dor,
que amanhã, certamente, ouvirá mais Noturno.
Ouço Noturno pelo prazer de ser triste
e pelo sentimento que em mim resiste
e não quer, jamais, ir embora.
Ouço Noturno para alvoroçar a fábrica de poemas
que me desnuda
no diurno cotidiano de um amante desigual
que persiste, como tal, a noturniar com Noturno
com e sem luas...
...e tudo!

Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 01/08/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras