Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

A Borboleta e o Colibri


Borboleta...
primeiro colibri da manhã
limpando, docemente, a face do dia
florido como teu sorriso escondido
para me evitar?

O espírito frio da madrugada despertou,
quebrou meus sonhos
e me chamou à janela do quarto
e a clara escuridão deu-me um abraço,
era você,
feitiço, bruxaria, admiração.

Há entre nós dois tantos corações
que já não cabe mais na alma
nem a tremeluzente luz do dia.

Desce-me um par de lágrimas salgadas
para chorar na face de um apaixonado,
mas se de amor ou de desgosto já não sei...

Teu feitiço, bruxa linda!
Bates as asas como outra borboleta.
Tudo é pouco e a espera é desfigurada,
por isso voltarei a sonhar, mulher amada,
para que o que se foi possa voltar
nunca mais ir embora.


Pousa em mim, linda borboleta,
teu pólen te espera doce e vivo!

Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 03/10/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras