Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

As lágrimas do Arcanjinho...


Lágrimas de criança,
dor de mãe,
amor de pai separado.
O mundo é feito de alegrias e tristezas...
tudo posto à mesa
para ser digerido.
Ah! alheio amor na espreita,
faz versos, salva as letras
e o verso agradecerá sorrindo,
levando com o vento o perfume do destino
e o que tiver de ser será.

Vai, amor, fala para teu outro amor
e sente o que teu coração desmente,
e grita e fica e não vá embora,
A hora é de esperança, sai à porta,
abre a janela...verás que o que passa,
na rua, à tua frente,
é a vida, bela, cheia de lembranças.

Mas para eu te ver não preciso do vento
Nem dos olhos...
Basta que eu abra o coração!

Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 19/10/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras