Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

A visita da saudade



Escolhi habitar a escuridão para não te ver maltratada.
O que o coração pode sentir, é necessário ver...
por isso, por isso!
Me perdi porque nunca quis encontrar-me.
Foi melhor assim.

Beija-me então,
Faz-me chorar sem solidão, mas me faz, assim do teu jeito.
Por favor!
Cansei de usar tua pele. Surrei a minha.

Advinha quem mais amo hoje
depois de você?
Nós.

Dê-me licença, a saudade chegou.
Tenho que ir até a porta recebê-la.
Hoje é domingo e ela gosta de vir ouvir tango
na sala de minha alma.

Há um vinho à minha espera.
Dar-lhe-ei a maior porção dele...
quero-a bem-falante...
só assim enxergarei as multidões.


Poema inédito (10/02/2019)
Paulino Vergetti


Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 10/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras