Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Dois pardos beijos




Cai obliqua sobre minha sombra
o escudo de teu baço amor
Preconceituoso e pedidor,
nunca satisfeito.

Dou-te o primeiro beijo quase distraído,
Teu amor me cobra com desprezo
o maior gozo de amizade
o que na verdade já fazemos um com o outro.

Invado tuas íntimas fronteiras com meus pés,
Teu céu brilha infernizado por meus impulsos...
Só há nós dois despidos e mudos
Sobre esta cama iluminada de um bordel.

Cintila uma noite sem muitas palavras,
dou-te o segundo beijo...
rapidamente gemes com a alma,
noto que ainda há vontade dentro do teu corpo.



Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 04/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras