Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Mãe
Mãe,
Teu dia hoje é celestial.
Continuo neste planeta cheio de saudades tuas
A conversar com minha solidão
Desejoso de teus abraços carinhosos,
Teus afagos sacrossantos,
Tua palavra encantadora
Teus versos de amor e vida...
Ah! Mãe minha que te foste tão cedo para o céu
Lembra-te de ser meu doce mel,
Quando à noite, na solidão do meu leito,
sonhar contigo acarinhando-me.
Faz-se presente ao invés de ser no sono, apenas meus encantos,
mas a luz de minha eterna lembrança viva,
tua companhia linda,
meu maior amor.

Sei que estás bem.
Feliz dia das mães.
Abraço teu coração bondoso,
teus olhos perdoadores,
tuas gentis mãos.

Nunca mais soube ser alegre,
como depois que recebia teus abraços apertados
e ouvia tua voz mansa e sincera dizendo que me amava.

Até um dia.
Quando, certamente voltarás a ser minha mãe,
minha força desigual à que sinto hoje,
meu amor destemido da infância,
meu velho mundo encantado.

Saudades de Papai Noel, de tuas fadas, teus contos e encantos,
tua poesia de mulher cedida aos filhos
com o maior amor do mundo,
Já sem alma só para ti,


Poema inédito (12/05/2019)
Paulino Vergetti
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 12/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras