Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Visita de Amor
Deixai, amor, que eu te beijando,
enxergue todas a faces de tua face
e me deslize sobre os pensamentos do teu corpo
e derrame o meu vinho maduro em teu cálice sagrado
como assim o é meu amor sem limites
por tudo o que é teu e há em ti.
Deixa-me, amor, que eu seja um menino entre teus abraços
e que meu sorriso te enfeite, enfeitiçado
e morramos de prazer quando te visitar à noite
sem marcar idas nem vindas
no sorrateiro chegar de um homem apaixonado.

Ontem te beijei demoradamente
e nossos sentimentos estavam diferentes
porque dissestes que me amavas.
Como é belo tua prosa de amor
que me esconde a última dor
e me faz novamente um anjo leve e amado.

Queres namorar comigo?
Se algo te proíbe, que esse algo seja destruído
e nosso amor, mais vivo e lúcido do que nunca.

Queres?
Basta silenciares ao meu ouvido
que meu coração ouvirará o que houveres decidido.


Poema inédito (03/06/2019)
Paulino Vergetti
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 03/06/2019
Alterado em 03/06/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras