Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Aos meus filhos



Graças a Deus o tempo não volta. Evolui sempre. É por isso que eu posso ver vocês crescidos, casados e lapidados por esse mesmo tempo que avança constantemente. Suas imperfeições são imperceptíveis. Suas qualidades inumeráveis. Pois bem, posso dizer que a safra foi muito bem qualificada pela natureza de Deus. Resta-me agradecer.
Dos nossos tropeços? O que seria de todos nós se não caíssemos e levantássemos corrigidos das fraquezas momentâneas? Evoluir faz parte da sabedoria do aperfeiçoamento da vida. Foram eles necessários. Poderiam até ter sido em maior número, mas não o foram. A suficiência dos que avistamos e esbarramos foram o bastante para sermos o que somos hoje. Amém!
Já ouvi alguém dizer que ser pai e poeta não é lá muito descomplicado. É açúcar demais para duas bocas, vocês, meus filhos amados. Sei que fui e continuo sendo essa abelha andadeira. Não me esqueci que possuo também ferrões e que já os usei, e de maneira pouco adocicada. Poeta é poeta e pronto. A intenção era preparar-lhes para os precipícios da vida.
Posso afirmar, publicamente, que vocês dois são os poemas mais belos que consegui tecer em minha vida de homem e de ser humano. Graças a isso continuarei sendo bom após minha ida para planos outros. E quando esse dia chegar e a saudade arrancar-me do convívio de vocês, farei outro poema com teias diferentes, perfume intimidador, cobrando da natureza de Deus, talvez a precocidade de minha ida ou à pela saudade enorme que abraçar-me. É a lei natural da vida. Nenhum de nós escapará dela. É a regra número um de quem nasce.
Emocionado, contente e com o olhar mais atento hoje, do que ontem, felicito-me através de vocês, meu Abel e minha Izabella. Frutos miraculosos de minhas raras partes, quase perfeitas, e resumo das fugas e dos livramentos de minhas mais profundas imperfeições. Convergiram para suas almas o que não pude ser em plenitude. Talvez por excesso de zelo e de cuidados, ou por ciúmes de tê-los perdidos. Não criei vocês para o mundo, como tantos dizem, mas um mundo especial em meu coração de Pai e de Amigo, para vocês.
Que a Misericórdia Divina lhes favoreça grandemente. Feliz dia dos filhos para mim. Feliz dia dos pais para nós três. Hoje, já começo a sentir-me um filho de vocês. Espero que teçam um mundo em seus corações como eu o fiz para ambos.
E da safra ainda mais miraculosa, ganhei os netos Divinha, Léo, Lara, Davi e Giullia. É maravilhoso ser seu pai. Obrigado pelos filhos/netos que me deram!

Papai/Vovô PVN
11/08/2019

Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 11/08/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras