Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Restauração...




E não mais choro.

Quem sabe nunca soubeste de mim como sou?
Ouvistes-me na indiferença dos teus sentidos.
E te olhando,
Olhei para o sol, queimei a face
Chorou minha carne.

O que me sobrou?
tuas sobras,
mornas como a morte antes de morrer.


Poema inédito (14/08/2019)
Paulino Vergetti
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 14/08/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras