Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Desejo absoluto!


Julgo saber
e gostar de fazer
e entender tuas palavras,
mesmo que não me cheguem como verbos
do nosso caso.

Julgo que aprendi a amar intensamente
com os botes venenosos de tua mansa serpente,
essa Rapunzel sem tranças
que me trancou com seu olhar
e me fez entender que,
saber, sentir, é além de conhecer...
é mais que amar,
é sentir o cheiro e tua pele e o gosto de tua toda
vontade de fazer o que quiser,
entre eu homem e tu mulher,
ambos deliciosamente depravados
sob o olhar pertinente do nosso quarto,
febricitando de desejo,
depois da cama, durante os beijos,
tudo de forte ente nós.


Poema inédito
Paulino Vergetti

Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 06/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras