Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Os Protestos!



Uma estrela brilhou, céu escuro.
Vi o azul do mesmo céu sob a chuva intensa,
mortais enterrados em pleno vento,
Indo...

Por que choro?
Vivo a sorrir sob o mar,
Estragando os instantes do relógio quebrado,
no sussurro do barulho dos cegos
que não querem abrir os olhos,
como lunetas sujas do melaço escuro da cana
das abelhas modernas,
cheias de penas e de pernas...
esses lindos frangos sem amor.

Parei para correr.
Vi a morte levantando-se dos túmulos da Paulista,
e uma multidão perdida a protestar,
sem nada saber,
mas, A tudo dizer..., mentindo.

O que é bom é bonito
Seja na ficção ou no Mito.
Deixem que as pessoas governem para o bem,
e nas ruas, sem as controvérsias de ninguém,
o país ande!

Poema inédito (08/09/2019 )
Paulino Vergetti
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 08/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras