Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Minha Canção



Eu te procurei tanto,
olhando para os lados da vida
sem encontrar sequer meu coração,
baço de dor, seco de amor, lívido...
tu estavas na outra margem do rio,
cabisbaixo, sonolento,
e depois de uma madrugada inteira sem fazer amor,
Sentindo a dor de vã separação
No despachado desconhecido de tantos sentimentos.

Éramos uma canção sem melodia,
Um grito sem som,
Almas desencarnadas na sombra
Da vida...
Um beijo simples de despedida
Na densa morte do dia nascido,
O que não teríamos,
O que não conheceríamos.

Quando acordei, sabe quem éramos?
Eu me olhando no espelho sujo do sonho...



Poema inédito
Paulino Vergetti
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 21/09/2019
Alterado em 21/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras