Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Esconderijo





A força,
verdade adiante da razão,
oh, tão pequenina desilusão...
tão longínquo amor.


Tenho receio de ser feliz,
deixar em casa a dama,
Ir à caça, nas ruas, da meretriz,
salvar-se pelos pecados deambulados.

Oh! Pequenina alegria
que nem mata nem cria,
Instante quase inexistente
que me dar a vida em azedos prantos
e que, alegre, cantarolo sem cessar.

Sou a serpente de imenso guizo,
sem dentes,
feita do doce veneno da água mais limpa
e de pedaços  imbecis.


Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 22/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras