Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

O Ladrão




O homem estava cego.
Atirei a primeira pedra que me veio aos olhos...
vi que acertei,
senti medo e desgosto.
Um pranto novo nasceu meio às mudanças,
e são tantas as lembranças,
que parece que não há mais homens bons,
apenas pedras duras, cheias de amarguras
e almas inflamadas.
Um dia os emprestarei meus olhos,
mas jamais meu olhar,
essa farta arma que carrego entre a mente e o coração
e que cheio de razão, anda erra tanto...

O homem é cego.
Tomara que lhe sirva um óculos
diante de sua alma irrequieta
e ele faça apenas o que presta
e não roube mais!!!
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 30/06/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras