Paulino Vergetti  Neto_escritor

Meu_Tear Literário_

Textos

Miragens...



Um berço nu,
e a vida vestida respira feito gente grande
que não se conhece.
Uma criança sobrevive à infância.
Há pressa. Meu coração me diz bobagens interessantes,
fieis aos sentimentos de homem,
onde os mitos pintam-se  de realidade,
não a que sabes, mas a que adivinho e vejo em ti,
meio à escuridão dos dias e em plena luz da noite.
Uma selva me batiza.
Se a esperança morrer, retornarei ao mar,
marujo de algum oceano,
fragata de algum pássaro sadio sem asas,
a caminhar nas frias areias da praia isolada,
cheia da neve das ilhas do deserto, perto de ti, longe de mim,
onde nem tu nem eu habitamos.

Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 14/09/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras